Como os bioinsumos aumentam a rentabilidade das lavouras

Como os bioinsumos aumentam a rentabilidade das lavouras

Bioinsumos: entenda o que são, principais, eficiência na agricultura e mais!

O mercado de bioinsumos atualmente movimenta no Brasil mais de 1 bilhão de reais.

Buscando incentivar ainda mais esse segmento, o governo vem desenvolvendo planos para aumentar o uso do manejo biológico.

Essa iniciativa está diretamente ligada a maior segurança ambiental e aumento de produtividade a baixo custo.

Pensando nisso, separamos para você informações importantes sobre os bioinsumos e como eles podem lhe auxiliar a atingir altas produtividades em sua fazenda. Confira!

O que são Bioinsumos?

Os bioinsumos, nada mais são que insumos biológicos, com origem vegetal, microbiana e animal que atuam nos sistemas de produção.

Existem diversos tipos de bioinsumos, mas os principais são a base de microorganismos como bactérias, vírus e fungos.

Eles são fortes aliados para aumentar a rentabilidade no campo e otimizar a utilização de insumos químicos, como fertilizantes, inseticidas, fungicidas e nematicidas.

Estão presentes na agricultura desde o tratamento de sementes até os defensivos produzidos com microorganismos benéficos para controle de pragas e doenças.

De modo geral, os bioinsumos visam melhorar a qualidade e promover maior sustentabilidade no campo.

Por isso, conhecer as opções de bioinsumos é fundamental para diminuir custos, aumentar sua produtividade e produzir mais pensando no meio ambiente.

Confira os principais bioinsumos disponíveis!

Conheça os principais bioinsumos

A diversidade de bioinsumos é enorme e abrange todo sistema produtivo, como exemplo temos:

  • Inoculantes

A Biotrop conta com uma linha de inoculantes de alta eficiência que você pode utilizar em diferentes culturas como: soja, feijão, milho, trigo e pastagens.

Uma linha importante para a cultura da soja,  possui em sua composição Bradyrhizobium japonicum e Azospirillum brasilense.

  • Biofungicidas

Produtos compostos por Trichoderma harzianum, são altamente eficientes no controle de mofo-branco, tombamento, podridão radicular e fusariose.

Além de aumentarem consideravelmente a produtividade de sua lavoura e consequentemente a rentabilidade.

  • Bioinseticidas

Bioinseticidas vem apresentando excelência no manejo integrado de pragas, principalmente os compostos por Azadiractina.

Que apresenta eficiência no controle de mosca-branca e oídio.

  • Bionematicida;

Opte por bionematicidas com ótima eficiência e que dispensam a necessidade de refrigeração (tenham pelo menos 2 anos de prateleira), reduzindo a vulnerabilidade do biológico às condições ambientais.

Uma ótima opção, são produtos que possuem em sua composição Bacillus subtilis.

Outras opções de bioinsumos disponíveis no mercado são:

  • Extratos vegetais;
  • Promotores de crescimento de plantas;
  • Biofertilizantes;
  • Produtos para nutrição vegetal e animal;
  • Defensivos biológicos;
  • Produtos fitoterápicos, entre outros.

Na pós-colheita, os bioinsumos também podem ser utilizados para conservação de vegetais in natura, para evitar perdas pós-colheita.

Eficiência bioinsumos: maior rentabilidade e altas produtividades

Os bioinsumos já movimentam no Brasil cerca de 1 bilhão de reais por ano, com uma taxa de crescimento de anual superior a 10%.

Contudo, com os novos programas de incentivo do governo federal as perspectivas são de aumento expressivo para os próximos anos.

Esses produtos já vem sendo fundamentais na agricultura Brasileira e são sinônimos de alta eficiência a baixo custo.

O principal Bioinsumo utilizado na agricultura brasileira atualmente são bactérias fixadoras de nitrogênio em cultivos, que transformam nitrogênio atmosférico para forma amoniacal (que pode ser utilizado por plantas).

A principal cultura beneficiada com este bioinsumo é a soja, onde os produtores adquirem o inoculante a baixo custo (95% menor que nitrogênio mineral) e não necessitam gastar com nitrogênio mineral (custo elevado).

Estima-se que a economia anual pelo uso da fixação biológica de nitrogênio por produtores de soja, seja de 13 bilhões de dólares por ano.

Além da soja, devido ao desenvolvimento de novos inoculantes outras culturas tem aumentado sua produtividade a baixo custo, como milho safrinha (6,8%), trigo (8,9%) e pastagens (15%) pelo uso de Azospirillum brasilense.

Para cultura da cana-de-açúcar o uso de bioinsumos para controle biológico de pragas como Broca da cana-de-açúcar, pode reduzir o custo de produção em até 15% em relação ao sistema convencional.

Inoculantes a base de Pseudomonas fluorescens e Azospirillum brasilense tem demonstrado um excelente desempenho na cultura do milho, aumentando a biodisponibilização de nutrientes para o cultivo e gerando ganhos de produtividade de até 5%.

produtos a base de Bacillus pumilus tem aumentado a produtividade de milho e soja em 2,7% e 6%, respectivamente, pois equilibra a filofesta.

Outra importante ferramenta do manejo biológico são produtos a base de Bacillus subtilis, B. amyloliquefaciens e B.pumilus que aceleram o desenvolvimento inicial de culturas, gerando ganhos de produtividade de 4,7% para soja e até 26,5% para hortaliças.

Conclusão

Neste texto vimos o que são bioinsumos e a sua importância para mercado Brasileiro.

Além das perspectivas para o futuro e o posicionamento do governo perante o seguimento.

Vimos que bioinsumos são produtos biológicos de origem vegetal, microbiana e animal que atuam nos sistemas de produção.

Esses produtos têm como principais características segurança ambiental, promovendo aumento da produtividade a baixo custo.

Alguns bioinsumos já são consolidados no Brasil e trazem economia de bilhões de reais ao país.

Porém vários outros produtos biológicos adquiridos ganhando a cada dia mais destaque no mercado por sua eficiência.

Você utiliza bioinsumos em sua fazenda? Quais bioinsumos têm sido utilizados? Ficou alguma dúvida? Adoraríamos ver seu comentário abaixo!

28 de janeiro de 2021

Insumos biológicos são aliados diante da instabilidade no mercado de fertilizantes

A safra 2021/2022 tem sido marcada pela alta nos custos dos fertilizantes, chegando a mais de 100% em alguns casos. Saiba como soluções biológicas tem se mostrado capazes de auxiliar o produtor neste cenário de alta de preços.

28 de janeiro de 2021

BIOTROP é premiada na Crop Science Awards 2021

Participando pela primeira vez da mais importante competição da indústria de insumos para o agronegócio mundial, foi vencedora com seu bioestimulante Stimutrop.

28 de janeiro de 2021

Investimentos em tecnologia ampliam tempo de prateleira de insumos biológicos

Os investimentos massivos em tecnologias de formulação e armazenamento foram primordiais para ampliar o tempo de prateleira dos bioinsumos - historicamente um gargalo desde a sua origem. Saiba mais sobre o assunto no artigo.

1 2 3 20