06 benefícios dos insumos biológicos na agricultura

06 benefícios dos insumos biológicos na agricultura

Biológicos na agricultura

Nos últimos anos, os produtos e soluções biológicas e naturais para a agricultura vêm ganhando destaque, fixando sua importância no agronegócio nacional.

Parte deste fenômeno decorre da conscientização sobre os novos desafios da agricultura moderna. As práticas passadas ressaltaram quão crítico é o equilíbrio entre natureza, agricultura e sociedade. Como administramos o solo e sua vida microbiana determina não apenas a qualidade dos alimentos, mas também a rentabilidade da atividade agrícola e a saúde da nossa sociedade.

Neste sentido, a agricultura biológica busca equilibrar os três aspectos do solo (físico, químico e biológico) para sustentar a vida. Ao proporcionar novos patamares de produtividade, mais elevadas, ajuda a maximizar os recursos naturais, como água e nutrientes, produzindo “mais com menos”.

Considerando estes aspectos e o excepcional resultado que o manejo biológico vem demonstrando no campo, elegemos 06 benefícios do uso de insumos biológicos na agricultura.

Otimizar o uso de produtos químicos

O uso dos biológicos no chamado manejo integrado promove o uso de ferramentas complementares capazes de otimizar as aplicações e desempenho de insumos e aumentar a sustentabilidade dos sistemas agrícolas. Os biológicos não apenas aumentam a eficiência dos agroquímicos como também podem estender sua vida ao reduzir a pressão de seleção de pragas e doenças resistes aos defensivos químicos.

Somado ao grande benefício de contribuir com a eficiência dos produtos para sanidade das lavouras, o manejo integrado permite entender o cultivo e aportar outros elementos como a bioestimulação, aumentado as produtividades das lavouras.

Favorecer a segurança alimentar e a abundância de alimentos

Os biológicos na agricultura representam insumos de claro retorno sobre investimento, acessíveis a todos os níveis tecnológicos de agricultura. Nos países em desenvolvimento, os biológicos na agricultura representam não apenas uma ferramenta tecnológica, mas também de paz e segurança ao proporcionarem aumentos expressivos de produtividade, ainda mais acentuados em áreas de baixo investimento. Por exemplo, a aplicação de AZOTROP (Azospirillum brasilense) traz retornos próximos as 20:1 em milho, soja, feijão, trigo e pastagens.

Neste quesito, os biológicos auxiliam na busca pelo equilíbrio do sistema produtivo, maximizando a produtividade ao mesmo tempo que em que preserva o meio ambiente e promove a segurança alimentar.

Favorecer a saúde do solo e reduzir a erosão

Com o crescimento da população mundial e, por consequência, da demanda por alimentos, manter o solo saudável é uma preocupação de governos, agricultores, consumidores e de pesquisadores das ciências agrárias.

O solo é um dos recursos naturais mais ameaçados em todo o planeta. A implementação de técnicas conservacionistas é apontada por pesquisadores da Embrapa Meio-Norte como um fator determinante para o preservar o solo.

Os biológicos favorecem o equilíbrio do solo, promovem o aumento dos teores de matéria orgânica ao longo do tempo e auxiliam na recuperação de áreas ao contribuir com a disponibilidade de macro e micronutrientes essenciais para o crescimento das plantas.

Podemos dizer que os biológicos são fundamentais em solos saudáveis, em combinação com outras técnicas como a manutenção da cobertura do solo (plantio direto) e a rotação de culturas.

Otimizar o consumo de água pela agricultura

A escassez de água representa um dos maiores limitantes à produção agrícola. No Brasil, por exemplo, o veranico (período entre de Dezembro e Janeiro no qual tipicamente não há chuva por 07 a 15 dias) é uma preocupação de todo agricultor do Cerrado.

Novos inoculantes biológicos tem demonstrado seu potencial para ampliar a capacidade das plantas de absorverem água, tanto pela promoção do crescimento do sistema radicular como pelo seu efeito sobre o ponto de murcha das culturas agrícolas.

Outro cenário é a agricultura irrigada, a qual estima-se que represente 70% de toda água consumida no mundo. Essas mesmas novas tecnologias biológicas são capazes de aumentar a eficiência do uso da água, produzindo mais com os mesmos recursos.

Além disso, as soluções biológicas melhoram a eficiência da adubação, reduzindo a lixiviação de nutrientes e contribuindo também para a saúde dos nossos rios e lençóis freáticos.

 

Estimular a biodiversidade

O uso de biológicos na agricultura contribui para o equilíbrio de sistemas agrícolas e propicia, por exemplo, a preservação de insetos de interesse como é o caso dos inimigos naturais de pragas e das abelhas - hoje ameaçadas em diversas regiões do planeta. As abelhas são essenciais à vida, uma vez que 80% das espécies de plantas são por elas polinizadas.

Em geral a biodiversidade contribui com a resiliência dos sistemas produtivos, de modo que uma propriedade rural com alta biodiversidade terá lavouras mais resistentes a estresses abióticos (como secas) e bióticos (como doenças e pragas).

Aumentar a rentabilidade da atividade agrícola

Levando em consideração aspectos ambientais, sociais e econômicos, os biológicos possuem características que, somadas, oferecem excepcional retorno sobre o investimento e, em alguns casos, ampliam o acesso ao mercado.

Ao combinar efeitos diversos como o controle de doenças, a promoção de crescimento e a melhor absorção de água e nutrientes, os biológicos permitem:

  • Atingir novos patamares de produtividade;
  • Reduzir custos (como é o caso da fixação biológica de nitrogênio na soja);
  • Aumentar a eficiência da adubação e irrigação;
  • Reduzir as perdas de produtividade ao diminuir a pressão de seleção por pragas e doenças resistentes;
  • Aumentar a saúde do solo, valorizando um dos ativos mais importantes dos agricultores.

Em última instância, os biológicos na agricultura permitem a melhor expressão do potencial genético das lavouras. Os retornos sobre investimento com biológicos BIOTROP ficam, em geral, entre 3:1 e 20:1.

Isso significa que para cada R$ 1,00 investido nas nossas tecnologias biológicas o agricultor tem um retorno R$ 3,00 a R$ 20,00, dependendo da cultura e de seus preços de negociação.

Adicionalmente, os biológicos da Biotrop são produzidos no Brasil, com insumos majoritariamente nacionais, e por isso não sofrem alterações de custo com câmbio, permitindo maior estabilidade de preços.

28 de janeiro de 2021

Biotrop amplia práticas de ESG com programa de economia circular

Em parceria com a certificadora de logística reversa eureciclo, a cada embalagem vendida pela BIOTROP, uma outra equivalente (mesmo material e região) é reciclada.

28 de janeiro de 2021

BIOTROP: Programação de eventos - Fevereiro/22

Acesse no nosso Blog os eventos onde a BIOTROP estará em fevereiro de 2022. Confira!

28 de janeiro de 2021

BIOTROP busca construir a maior coleção funcional de microrganismos do Brasil

O Projeto Nimbles visa beneficiar em um futuro próximo os produtores rurais com a criação das próximas gerações de bioinsumos para a agricultura.