06 benefícios dos insumos biológicos na agricultura

06 benefícios dos insumos biológicos na agricultura

Biológicos na agricultura

Nos últimos anos, os produtos e soluções biológicas e naturais para a agricultura vêm ganhando destaque, fixando sua importância no agronegócio nacional.

Parte deste fenômeno decorre da conscientização sobre os novos desafios da agricultura moderna. As práticas passadas ressaltaram quão crítico é o equilíbrio entre natureza, agricultura e sociedade. Como administramos o solo e sua vida microbiana determina não apenas a qualidade dos alimentos, mas também a rentabilidade da atividade agrícola e a saúde da nossa sociedade.

Neste sentido, a agricultura biológica busca equilibrar os três aspectos do solo (físico, químico e biológico) para sustentar a vida. Ao proporcionar novos patamares de produtividade, mais elevadas, ajuda a maximizar os recursos naturais, como água e nutrientes, produzindo “mais com menos”.

Considerando estes aspectos e o excepcional resultado que o manejo biológico vem demonstrando no campo, elegemos 06 benefícios do uso de insumos biológicos na agricultura.

Otimizar o uso de produtos químicos

O uso dos biológicos no chamado manejo integrado promove o uso de ferramentas complementares capazes de otimizar as aplicações e desempenho de insumos e aumentar a sustentabilidade dos sistemas agrícolas. Os biológicos não apenas aumentam a eficiência dos agroquímicos como também podem estender sua vida ao reduzir a pressão de seleção de pragas e doenças resistes aos defensivos químicos.

Somado ao grande benefício de contribuir com a eficiência dos produtos para sanidade das lavouras, o manejo integrado permite entender o cultivo e aportar outros elementos como a bioestimulação, aumentado as produtividades das lavouras.

Favorecer a segurança alimentar e a abundância de alimentos

Os biológicos na agricultura representam insumos de claro retorno sobre investimento, acessíveis a todos os níveis tecnológicos de agricultura. Nos países em desenvolvimento, os biológicos na agricultura representam não apenas uma ferramenta tecnológica, mas também de paz e segurança ao proporcionarem aumentos expressivos de produtividade, ainda mais acentuados em áreas de baixo investimento. Por exemplo, a aplicação de AZOTROP (Azospirillum brasilense) traz retornos próximos as 20:1 em milho, soja, feijão, trigo e pastagens.

Neste quesito, os biológicos auxiliam na busca pelo equilíbrio do sistema produtivo, maximizando a produtividade ao mesmo tempo que em que preserva o meio ambiente e promove a segurança alimentar.

Favorecer a saúde do solo e reduzir a erosão

Com o crescimento da população mundial e, por consequência, da demanda por alimentos, manter o solo saudável é uma preocupação de governos, agricultores, consumidores e de pesquisadores das ciências agrárias.

O solo é um dos recursos naturais mais ameaçados em todo o planeta. A implementação de técnicas conservacionistas é apontada por pesquisadores da Embrapa Meio-Norte como um fator determinante para o preservar o solo.

Os biológicos favorecem o equilíbrio do solo, promovem o aumento dos teores de matéria orgânica ao longo do tempo e auxiliam na recuperação de áreas ao contribuir com a disponibilidade de macro e micronutrientes essenciais para o crescimento das plantas.

Podemos dizer que os biológicos são fundamentais em solos saudáveis, em combinação com outras técnicas como a manutenção da cobertura do solo (plantio direto) e a rotação de culturas.

Otimizar o consumo de água pela agricultura

A escassez de água representa um dos maiores limitantes à produção agrícola. No Brasil, por exemplo, o veranico (período entre de Dezembro e Janeiro no qual tipicamente não há chuva por 07 a 15 dias) é uma preocupação de todo agricultor do Cerrado.

Novos inoculantes biológicos tem demonstrado seu potencial para ampliar a capacidade das plantas de absorverem água, tanto pela promoção do crescimento do sistema radicular como pelo seu efeito sobre o ponto de murcha das culturas agrícolas.

Outro cenário é a agricultura irrigada, a qual estima-se que represente 70% de toda água consumida no mundo. Essas mesmas novas tecnologias biológicas são capazes de aumentar a eficiência do uso da água, produzindo mais com os mesmos recursos.

Além disso, as soluções biológicas melhoram a eficiência da adubação, reduzindo a lixiviação de nutrientes e contribuindo também para a saúde dos nossos rios e lençóis freáticos.

 

Estimular a biodiversidade

O uso de biológicos na agricultura contribui para o equilíbrio de sistemas agrícolas e propicia, por exemplo, a preservação de insetos de interesse como é o caso dos inimigos naturais de pragas e das abelhas - hoje ameaçadas em diversas regiões do planeta. As abelhas são essenciais à vida, uma vez que 80% das espécies de plantas são por elas polinizadas.

Em geral a biodiversidade contribui com a resiliência dos sistemas produtivos, de modo que uma propriedade rural com alta biodiversidade terá lavouras mais resistentes a estresses abióticos (como secas) e bióticos (como doenças e pragas).

Aumentar a rentabilidade da atividade agrícola

Levando em consideração aspectos ambientais, sociais e econômicos, os biológicos possuem características que, somadas, oferecem excepcional retorno sobre o investimento e, em alguns casos, ampliam o acesso ao mercado.

Ao combinar efeitos diversos como o controle de doenças, a promoção de crescimento e a melhor absorção de água e nutrientes, os biológicos permitem:

  • Atingir novos patamares de produtividade;
  • Reduzir custos (como é o caso da fixação biológica de nitrogênio na soja);
  • Aumentar a eficiência da adubação e irrigação;
  • Reduzir as perdas de produtividade ao diminuir a pressão de seleção por pragas e doenças resistentes;
  • Aumentar a saúde do solo, valorizando um dos ativos mais importantes dos agricultores.

Em última instância, os biológicos na agricultura permitem a melhor expressão do potencial genético das lavouras. Os retornos sobre investimento com biológicos BIOTROP ficam, em geral, entre 3:1 e 20:1.

Isso significa que para cada R$ 1,00 investido nas nossas tecnologias biológicas o agricultor tem um retorno R$ 3,00 a R$ 20,00, dependendo da cultura e de seus preços de negociação.

Adicionalmente, os biológicos da Biotrop são produzidos no Brasil, com insumos majoritariamente nacionais, e por isso não sofrem alterações de custo com câmbio, permitindo maior estabilidade de preços.

28 de janeiro de 2021

Insumos biológicos são aliados diante da instabilidade no mercado de fertilizantes

A safra 2021/2022 tem sido marcada pela alta nos custos dos fertilizantes, chegando a mais de 100% em alguns casos. Saiba como soluções biológicas tem se mostrado capazes de auxiliar o produtor neste cenário de alta de preços.

28 de janeiro de 2021

BIOTROP é premiada na Crop Science Awards 2021

Participando pela primeira vez da mais importante competição da indústria de insumos para o agronegócio mundial, foi vencedora com seu bioestimulante Stimutrop.

28 de janeiro de 2021

Investimentos em tecnologia ampliam tempo de prateleira de insumos biológicos

Os investimentos massivos em tecnologias de formulação e armazenamento foram primordiais para ampliar o tempo de prateleira dos bioinsumos - historicamente um gargalo desde a sua origem. Saiba mais sobre o assunto no artigo.

1 2 3 20